Follow by Email

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Anosmia ou Hiposmia?


É pessoal... E na contínua busca pela minha cura e procurando saber mais, descobri que na verdade não sofro de anosmia e sim de hiposmia. Achei a descrição nesse site e por sinal é bem interessante!!! Também fiquei sabendo que podemos ter somente a perda do paladar...
Quem está pesquisando sobre o assunto e quer saber mais, vale a leitura!!!

http://www.hc.ufpr.br/?q=node/849


Quais são os níveis da perda olfativa?
Há vários níveis de perda olfativa, desde uma perda leve, moderada até total.
Anosmia é quando tem perda total.
Hiposmia é quando tem perdas menores, não totais. São perdas moderadas.
parosmia é a alteração olfativa, uma distorção no olfato. A pessoa sente um cheiro e interpreta incorretamente.

O que causa as perdas olfativas?
Dividem-se as perdas olfativas em perdas de condução, em que a pessoa tem uma obstrução respiratória, e perdas sensoriais. A gripe pode dar uma perda olfativa por condução ou por lesão nas células receptoras da mucosa olfatória. A perda condutiva é causada por uma rinite alérgica ou um desvio de septo, por exemplo. A perda sensorial é a perda em que há lesão dos neurônios que estão na mucosa olfatória dentro da cavidade do nariz.
O vírus do resfriado ou da gripe pode destruir o neurônio olfatório, e ele pode ou não se regenerar. Ele tem uma vida útil de 30 dias mais ou menos. A gripe e o resfriado duram em média 7 dias. Se a pessoa teve uma lesão do neurônio olfatório e esse neurônio não se regenerou, ela pode manter essa perda olfativa por anos, ou nem recuperar. A perda olfativa pode levar 1, 2, 3 meses para voltar ao normal, às vezes anos, às vezes nunca mais volta.
Como é o tratamento?
A perda de olfato condutiva, causada por rinite alérgica ou desvio de septo, tem tratamento cirúrgico e tratamento clínico. Essas perdas olfativas pós-virais não têm um tratamento clínico estabelecido com confiança estatística.
O que é o paladar?
O paladar é 80, 90% dado pela mucosa olfatória. As papilas gustatórias da língua são responsáveis para identificar as quatro sensações gustativas tradicionais, como o doce, salgado, azedo, amargo. O gosto da comida, o paladar, é dado mais pela mucosa olfatória do que pelas papilas gustatórias. Quando tapamos o nariz, comemos e bebemos, não conseguimos sentir nem o gosto nem o cheiro da comida. Quando a pessoa tem uma perda olfativa, ela tem uma perda do paladar muito acentuada. Paladar é olfato, envolve 90% o olfato e 10% as papilas gustatórias.
É possível ter perda do paladar e não ter perda olfativa?
Quem tem perda do paladar tem perda olfativa. Gustação é a sensação gustativa do doce, salgado, amargo, azedo... isso é gustação. Paladar, gosto, sabor envolve o olfato. Quem tem perda de paladar com certeza tem perda olfativa.
Se a pessoa só tem perda da mucosa olfatória, ela não tem alteração gustativa, consegue perceber o doce, salgado, azedo, amargo. Mas o gosto realmente das comidas é dado pela mucosa olfatória. Se ela tiver uma perda olfatória, ela não vai conseguir sentir.
Quando a perda do paladar pode acontecer?
Pode acontecer em qualquer idade. Os pacientes mais velhos têm propensão de ter maior perda olfativa após uma infecção, porque a mucosa olfatória vai se degenerando com o passar dos anos. O paciente de 70 anos tem, teoricamente, muito menos mucosa olfatória funcionando do que o indivíduo de 20 anos. Se ele pegar um resfriado e o vírus tiver destruído aquela pouca mucosa olfatória funcionante, ele pode reclamar de mais perda olfativa do que o indivíduo jovem, porque este tem muita mucosa olfatória, então a parte que foi destruída talvez nem seja percebida.
Fumar pode causar a perda do olfato e paladar? E medicamentos?
Fumar pode alterar a percepção olfativa, pois o cigarro tem substâncias químicas que podem levar à destruição do neurônio olfatório. Medicamentos podem também causar a perda olfativa e a perda do paladar, como alguns anti-hipertensivos. Mas é mais por interferirem no funcionamento do neurônio olfatório, não levam à lesão. Se a pessoa parar com o remédio, volta a ter a função normal.
O resfriado lesa as papilas gustatórias. Após o resfriado o paciente pode perder a gustação.
O que pode causar a perda do paladar?
Gripe, resfriado, rinossinusite, infecções respiratórias, traumatismo cranioencefálico e causas indeterminadas. Alguns traumatismos podem levar à perda olfativa, como a lesão do córtex olfatório. Neste caso, é imediato. Após o trauma, a pessoa já refere que perdeu o olfato. Não é gradativo.
No caso das doenças respiratórias, pode haver perda olfativa por causa do nariz tapado. Melhorou, volta. Se tiver o azar de ter uma lesão do neurônio olfatório, vai passar o resfriado e vai continuar com a perda. Não tem como prevenir. Acontece independentemente.
Ficar em contato com produtos químicos pode levar à perda também. Inseticidas, pesticidas, níquel, cádmio, cigarro, tem várias substâncias que podem lesar a mucosa olfatória. Pode ser reversível ou irreversível.
Quais são os graus da perda de paladar?
Hipogeusia: diminuição da gustação.
Ageusia: perda completa da gustação.
Disgeusia: alteração da percepção gustativa.
Como é o tratamento?
Refluxo gastroesofágico, faríngeo, doenças de glândulas salivares, dentes em mau estado, arcada dentária com problemas, cáries e infecções de gengiva podem levar à alteração da gustação. Se tratados, o paladar melhora. 

Abraços
Deus abençoe

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Salsicha? Jura?

Poxa, faz tempo que eu não apareço por aqui né?

Bom, não tenho muitas novidades, já que meu quadro continua o mesmo: sem cura, na mesma, mas com fé de que a cura vem!!!

Há um tempo o maridão mudou de emprego e tive que começar a rotina da famosa marmita! Pra quem não manjava muito cozinhar, até que to me saindo bem viu... rs.
Um determinado dia o maridão chega e pede: "Amor, será que rola salsicha com molho?". Nunca fiz, mas me arrisquei. Aprovadíssimo pelo maridão... Depois que terminei de fazer, resolvi experimentar (desde o incidente nunca mais comi salsicha, porque o gosto ficou horrívelmente horrível...). Manoooooooooo, estava muito gostoso! Não sei se foi a marca da salsicha, ou se o molho estava gostoso, ou o que... Mas estava muito bom!
Isso foi novidade...
Acredito que de tempos em tempos terei que experimentar tudo o que eu sabia que era horrível, porque pode ser que tenha mudado... Enfim, que ótimo!

Acho que a única novidade foi essa! Hehe...

Beijocas